Publicada em 03/08/2017

2º Encontro Regional da Jovem Advocacia do Nordeste é aberto em Salvador

Seccional

Com palestras de Fredie Didier e Alexandre Mantovini, a solenidade reuniu mais de 500 jovens advogados e advogadas no Sheraton da Bahia Hotel

Mais de 500 jovens advogados de todo o país acompanharam a abertura do 2º Encontro Regional da Jovem Advocacia do Nordeste, na noite da última quarta-feira (02/08), no Sheraton da Bahia Hotel , em Salvador. Promovido pelo Conselho Consultivo da Jovem Advocacia (CCJA) da OAB da Bahia, o evento discute, entre os dias 02 e 04 de agosto, o tema “Empreendedorismo Jurídico, Garantias Profissionais e o Exercício da Advocacia”, com transmissão ao vivo no canal da OAB-BA no Youtube .

Com apresentação da banda Didá, a abertura contou, na mesa alta, com as presenças do presidente da OAB-BA, Luiz Viana Queiroz; secretário-geral, Carlos Medauar; tesoureira, Daniela Borges; presidente do CCJA, Hermes Hilarião; secretário-geral do CFOAB, Ibaneis Rocha; representante do Governo do Estado, procurador do Estado Nilson Filho; conselheiro federal da OAB pela Bahia André Godinho, indicado a ministro do CNJ; ex-ministro do CNJ Jorge Hélio; conselheiros federais Fabrício de Castro e Ilana Campos; vice-presidente do CCJA, Sarah Barros; diretores do CCJA Érica Meneses e René Viana; e vice-diretor da ESA-BA, Luiz Gabriel Neves.

Também participaram da mesa os presidentes das Comissões da Jovem Advocacia da OAB de Sergipe, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão, Espírito Santo, Roraima, Paraíba, São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Santa Catarina, além da de Santo Antônio de Jesus.

Agradecendo a presença de todos, Hermes Hilarião descreveu como “histórico” o dia 2 de agosto de 2017 e falou sobre alguns problemas vivenciados pela advocacia no estado. "Além da mercantilização da profissão, sofremos com uma crise sem precedentes, com falta de juiz, servidor e estrutura”, disse. “Mas haveremos de vencer. Continuaremos na luta por melhores condições de trabalho, sobretudo, no acompanhamento do pleito feito ao governador Rui Costa para aprovação do piso salarial”, enfatizou.

Com discurso emocionado, Luiz Viana Queiroz voltou a falar sobre a crise do judiciário baiano e destacou a paixão, coragem e esperança como elementos transformadores. “O 1º grau do judiciário faliu. Mas é possível mudar a realidade. Basta ter coragem para lutar pela defesa das nossas prerrogativas e contra a crise do judiciário. E precisamos muito de vocês, sobretudo para que nos ajudem a mover a OAB na missão de religar as pessoas por meio da tolerância. Já resistimos e empurramos, agora temos que avançar! ‘Vamo que vamo!’”, conclamou.

Esperança também foi o tema do discurso de Ibaneis Rocha, que destacou a atuação da OAB junto à jovem advocacia. “O CFOAB tem buscado apoiar, incondicionalmente, os jovens advogados, que são a chave para mudar o futuro do país. Juntos a vocês, continuaremos lutando para que a advocacia se valorize e para que possamos trabalhar com dignidade e com as nossas prerrogativas garantidas”, ressaltou.

Novo CPC

Ponto alto da noite, o professor Fredie Didier, um dos principais nomes do direito na atualidade, iniciou sua palestra "Um ano de novo CPC: o que mudou na prática?" falando sobre os desafios da advocacia. “Vivemos tempos difíceis, em que o papel do advogado tem modificado muito. Nesse contexto, a jovem advocacia precisa se reunir e traçar soluções futuras, para que nós nos adaptemos. Vocês têm que pensar no futuro, sob o risco de vivermos tempos ainda mais complicados”, disse.

Sobre o balanço de um ano do novo CPC, Didier abordou duas grandes novidades trazidas pelo código. “A primeira foi a mudança na forma de litigar, que trouxe mudança no cálculo de risco e no modo de postular. Uma outra e não menos importante novidade foi o Negócio Processual, que permitiu às partes construírem um modelo de negócios que elas reputem melhor para o seu litígio”, explicou.
 
Última palestra da noite, "Os desafios de empreender na advocacia no início da carreira", ministrada pelo presidente da Comissão Nacional da Advocacia Jovem da OAB Nacional, Alexandre Mantovini, abordou os critérios necessários ao empreendedorismo na advocacia. “É preciso construir relações sólidas; ser resiliente diante dos desafios; refletir sobre as ações; pensar antes de agir; ter empatia para buscar compreender as dificuldades alheias; enfrentar as perdas com coragem; encarar o medo de frente e não temer os riscos de ser criativo”, enumerou.
 
Participaram da frente de honra do evento o presidente e o tesoureiro da CAAB, Luiz Coutinho e Maurício Leahy, o conselheiro seccional e presidente da ABAT, Jorge Lima, o presidente da OAB de Vitória da Conquista, Ubirajara Ávila, a presidente da Comissão Especial de Promoção da Igualdade Racial, Dandara Pinho, o presidente do Clube dos Advogados, Fernando Santos, a vice-presidente da Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher, Bianca Pellegrino, o presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas, Adriano Batista.

A programação do evento segue nesta quinta-feira (03/08), com painéis temáticos, palestras e workshops, além da 1ª Feira de Negócios Jurídicos da Bahia, que reúne empresas de diferentes segmentos responsáveis por desenvolver produtos e soluções para advogados e escritórios de advocacia. A programação completa do evento, com a relação dos palestrantes, pode ser acessada no site www.oab-ba.org.br/encontro-regional.

Foto: Angelino de Jesus (OAB-BA)

Tel:  (071) 3329-8900
Fax: (071) 3329-8926

Rua Portão da Piedade, nº 16 (Antiga Praça Teixeira de Freitas) Barris - CEP: 40.070-045 - Salvador / Bahia / Brasil

OAB 2013 - Todos os direitos reservados