Publicada em 06/04/2017

A Bahia no CNJ

Nota Pública

Quando assumiu a nova gestão da OAB na Bahia, uma das bandeiras levantadas foi a necessidade da entidade ser protagonista nas lutas por um Judiciário melhor.

Desde então, a OAB vem, cotidianamente, fazendo a defesa intransigente da advocacia baiana e da melhoria do Judiciário.

Sem duvida, não é uma tarefa fácil e exige muito trabalho, dedicação, credibilidade e também planejamento. De fato, não se pode mudar uma realidade de anos num passe de mágica, nem se pode de uma hora para outra transformar em eficiente uma justiça que o CNJ há pouco tempo avaliava como a pior do país.

Mas muito pode ser feito e a OAB-BA tem feito sua parte, lutando para a construção de um Judiciário melhor.

Agora, por exemplo, a Bahia está bem perto de conseguir, primeira vez na história, um advogado baiano no CNJ. Essa é uma luta que começou faz cinco anos, quando, no plano nacional pedimos espaço maior para a OAB da Bahia, digno da importância de nossa advocacia.

Foi assim que postulamos para representar a advocacia da Bahia uma vaga no CNJ. O nome escolhido foi o de André Godinho, que está credenciado por sua história de atuação inclusive na OAB.

André Godinho é conselheiro federal já no segundo mandato, presidente da Comissão Nacional de Sociedades de Advogados, foi diretor da Seccional da OAB-BA e também do CESA-BA, bem como também representou a diretoria do Conselho Federal no CNJ, sendo, sem dúvida, um advogado forjado nas lutas da OAB.

Não foi por outro motivo, além do respeito que adquiriu de seus pares, que obteve no Conselho Federal da OAB unanimidade de votos na eleição que decidiu os futuros representantes da advocacia no CNJ.

Trata-se de uma honrosa tarefa, que certamente dará a advocacia da Bahia o protagonismo necessário para continuar a luta por uma Justiça melhor.

Dito isto, impõe-se destacar que, para surpresa de todos, às vésperas da eleição de segunda-feira (03/04), blogs, sites e jornais vem divulgando notícias que questionam o comportamento profissional do conselheiro André Godinho em vultoso processo que vem tramitando na Justiça da Bahia.

Devemos a respeito destes fatos deixar as coisas claras e ratificar que as imputações surpreendem, pois atacam pessoa de destacado papel na instituição, contra quem nunca, em tempo algum, houve qualquer denúncia.

Esperamos que os esclarecimentos sejam prestados, e amplamente divulgados, permitindo, assim, que a Bahia possa efetivamente conquistar o espaço que merece e precisa junto ao CNJ.

OAB da Bahia

 

 

Tel:  (071) 3329-8900
Fax: (071) 3329-8926

Rua Portão da Piedade, nº 16 (Antiga Praça Teixeira de Freitas) Barris - CEP: 40.070-045 - Salvador / Bahia / Brasil

OAB 2013 - Todos os direitos reservados